Ocorreu um erro neste dispositivo
Ocorreu um erro neste dispositivo

Jubileu (amor em qualquer idade)

Um inquérito realizado pela DECO revela que existem pelo menos 40 mil idosos em Portugal sem dinheiro para comer e que o custo dos alimentos é uma das razões para estas pessoas não consumirem alimentos mais saudáveis.

Na opinião da CNIS (Confederação Nacional das Instituições Particulares de Solidariedade Social), o problema ganha maior dimensão por causa do isolamento a que são votados os idosos.

O Padre Lino Maia sustenta que uma parte desse problema é atenuada pela acção das instituições de solidariedade. De acordo com o Presidente da CNIS, há mais de mil instituições a apoiar mais de 60 mil idosos.

Também a AMI diz que não causa surpresa o diagnóstico feito pela DECO. Fernando Nobre alude ao facto de Portugal ter um elevado número de idosos.

De acordo com o presidente da AMI, nos primeiros seis meses deste ano, os pedidos de ajuda de alimentos aumentaram cerca de 18%.

De acordo com o inquérito alimentar da DECO é no Norte e no Alentejo que os idosos têm uma alimentação mais deficiente.

Em Trás-os-Montes, as situações de isolamento e as dificuldades dos mais idosos com a alimentação, são combatidas pela acção das Misericórdias. Em muitas aldeias, a refeição diária chega na Carrinha da Santa Casa.

O grande problema é aos fins-de-semana, altura em que os idosos não podem contar com a ajuda prestada pelas instituições de solidariedade.

A crise económica obrigou muitas autarquias a optar pela criação do denominado “restaurante solidário”: em Viseu, a Câmara Municipal disponibilizou um serviço que faz chegar refeições a muitas aldeias isoladas.

0 comentários:

O que está na nossa história